Olá, Esportista. Informamos que a inscrição de eventos estará insdiponível até o dia 04/11. Desculpe-nos pelo transtorno.
TODAS AS DICAS
INÍCIO DICAS

25 de julho de 2019

7 destinos para os amantes de montanha

CONFIRA

O montanhismo é uma atividade repleta de aventura, emoção e paisagens espetaculares que compensam todo o esforço físico feito pelo praticante. Por isso, para quem já gosta do esporte ou gostaria de começar, fiquem atentos – a temporada de escaladas está aberta desde maio e, felizmente, vai ainda até setembro! Em homenagem a essa época de montanhas de 2019, o Desviantes, agência especializada em ecoturismo e turismo de aventura, selecionou sete destinos do Brasil para os amantes de montanhas!

 7 destinos para os amantes de montanha

1- Monte Roraima 

Vista das Montanhas do Monte Roraima

Monte Roraima

Colocamos essa montanha como a primeira da lista por vários motivos. Primeiramente, é o pacote mais longo de todos, pois, apesar do trekking em si levar apenas de dois a três dias, há também de dois a cinco dias extras para explorar o cume do monte e todas as atrações que abriga, que incluem: cachoeiras, poços cristalinos, vales cobertos de cristais de quartzo, galerias subterrâneas e muito mais. Em segundo, esta é, provavelmente, a montanha mais fascinante e majestosa do mundo.

Localizado na tríplice fronteira entre o Brasil, a Venezuela e a Guiana, o Monte Roraima é um verdadeiro fenômeno da natureza de pouco mais de 2.800 metros de altitude! E o mais curioso é que estima-se que tenha surgido há dois bilhões de anos, sendo considerado um tipo de elo perdido.

Como o trekking do Monte Roraima, juntamente com o tempo que se passa em seu topo, pode durar alguns dias, é importante que você leve equipamentos como saco de dormir e isolante térmico para se manter aquecido durante as noites de acampamento, um bastão de caminhada para auxiliá-lo nas subidas, botas de trilha confortáveis, capa de chuva, jaqueta anorak, fleece e mochila cargueira.

2- Pico da Neblina – Amazonas 

Um dos destinos mais ricos e maravilhosos do país, a Floresta Amazônica é provavelmente um dos pacotes de viagens no Brasil mais populares entre turistas nacionais e internacionais. Mas não é só isso que existe de impressionante no estado do Amazonas.

Ainda pouco conhecido, o Pico da Neblina, inserido na Serra do Imeri (situada no Planalto das Guianas, próximo à fronteira do Brasil com a Venezuela), é o maior pico do nosso país, com quase três mil metros de altitude. Um tamanho de tanta imponência que seu cume é quase que completamente encoberto pela neblina e, por isso, recebeu esse nome.

Para alcançar esse topo e todo seu nevoeiro, deve-se passar por um verdadeiro desafio de resistência com um trekking de aproximadamente treze quilômetros que pode durar de três a cinco dias, dependendo de seu preparo físico. Portanto, não esqueça de levar saco de dormir, isolante térmico, jaqueta anorak e/ou fleece, capa de chuva (nessa região, as chuvas podem ser um tanto frequentes), mochila cargueira e, se quiser, bastão de caminhada. 

Subida Montanha Agulhas Negras

Pico das Agulhas Negras – Rio de Janeiro

3- Pico das Agulhas Negras – Rio de Janeiro

O Pico das Agulhas Negras está localizado no primeiro parque nacional do Brasil, o Itatiaia, um verdadeiro paraíso quando se trata de montanhas – e, entre todas elas, essa ainda é a mais alta do estado do Rio de Janeiro e quinta maior do país, com 2.790 metros de altitude.

O trekking que leva turistas até o topo desse pico é geralmente de um ou dois dias, pois, com uma trilha de apenas onze quilômetros (de três a quatro horas para ir e voltar), trata-se de um percurso de nível moderado, sendo rápido, mas envolvendo subidas um tanto íngremes.

Por isso, além dos equipamentos básicos, como mochila cargueira e pelo menos uma jaqueta anorak (é possível que você se depare com temperaturas baixas nos cumes das montanhas do Itatiaia), é aconselhável também levar um bastão de caminhada para facilitar essa “escalaminhada”.

Cume do Pico da bandeira

Pico da Bandeira – Minas Gerais

4- Pico da Bandeira – Minas Gerais 

Pico mais alto de todo o sudeste brasileiro e terceiro maior do país, com cerca de 2.900 metros de altitude, o Pico da Bandeira fica situado no Parque Nacional do Caparaó, na divisa entre os estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Mesmo com esse tamanho tão imponente, esse pico é uma das trilhas mais acessíveis entre todas que fazem parte das maiores montanhas do Brasil, uma vez que seu percurso é bem sinalizado e tem fácil acesso tanto pelo lado mineiro quanto pelo lado capixaba.

Sem contar que seu trekking, apesar de íngreme, possui apenas seis quilômetros e pode ser completado em quatro horas no total (ida e volta). No entanto, fique atento aos equipamentos que precisará levar dependendo da época que você optar por fazer a trilha, pois durante os meses mais frios, as temperaturas podem chegar a -10ºC e até mesmo nevar – ou seja, fleece, jaquetas anorak, luvas e gorros, mochila cargueira e isolante térmico serão essenciais.

5- Pico do Barbado – Chapada Diamantina

Uma viagem à Chapada Diamantina, no estado da Bahia, significa total imersão na natureza e o privilégio de presenciar algumas das paisagens mais fascinantes e imponentes do Brasil. O Pico do Barbado, ponto mais alto do Nordeste brasileiro, com mais de dois mil metros de altitude, definitivamente faz parte desse cenário tão espetacular que compõe essa riquíssima região baiana.

Apesar de seu tamanho, o trekking ao seu cume pode ser feito em um único dia, pois é um percurso de apenas seis quilômetros a partir da vila de Catolés (apesar de poder ser um tanto difícil por conta de subidas íngremes e terreno irregular). Portanto, não deixe de levar equipamentos como bastão de caminhada e uma mochila cargueira.

Vista da Montanha no Cume do Pico Paraná de dentro de uma Barraca

Pico Paraná – Paraná

6- Pico Paraná – Paraná

Montanha mais alta do sul do Brasil, com 1.877 metros de altitude, o Pico Paraná se estende pelas cidades de Campina Grande do Sul e Antonina. Com uma vista de 360º absolutamente estonteante, é possível observar desde as serras e montanhas nos arredores ao litoral paranaense e até mesmo da cidade de Curitiba.

É aconselhável fazer o trekking que vai até o cume em dois dias – um dia para caminhar cerca de sete quilômetros até chegar no abrigo onde você irá acampar e mais um dia para ir de lá até o topo da montanha e, então, fazer a caminhada de volta.

Por isso, é importante levar equipamentos como botas de trilha bem confortáveis, isolante térmico para se manter aquecido à noite, saco de dormir, jaqueta anorak e/ou fleece, mochila cargueira e, se possível, um bastão de caminhada, pois ele poderá lhe ajudar bastante nas subidas íngremes do percurso.

7- Morro do Pouso Alto – Chapada dos Veadeiros 

Situada no estado de Goiás, encravada bem no coração do Brasil e no ponto mais alto do Planalto Central, é onde fica a Chapada dos Veadeiros, uma das regiões mais fascinantes e exuberantes do nosso país.

Além de ser lar de centenas de atrações naturais, culturais e históricas, a Chapada abriga ainda o pico mais alto do estado, o Morro do Pouso Alto. A um pouco mais de 1.600 metros de altitude e considerado uma espécie de monumento da região, há um mirante para contemplar a maravilhosa paisagem panorâmica.

Apesar de alto, o trekking até o topo do morro possui pouquíssimos quilômetros e é uma trilha muito bem sinalizada, podendo fazer o percurso de ida e volta em cerca de uma hora e meia ou duas horas, portanto, basta apenas estar usando botas de caminhada confortáveis e uma mochila pequena para levar seus pertences e uma garrafinha de água.

 

Esse conteúdo foi desenvolvido por Juliana Soares Reis, do Desviantes Turismo de Aventura e Turismo Ecológico.
https://desviantes.com.br/

Logo do Parceiro Desviantes Turismo de Aventura e Turismo Ecológico

 

E se você está planejando seu próximo Trekking, confira nossa dica de Como organizar sua mochila de trilha ou trekking e boa prática!

Qual dos destinos acima é o seu favorito ou aquele que está nos seus planos? Deixe seu comentário aqui embaixo!
Até a próxima dica!

COMENTÁRIOS (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EVENTOS RELACIONADOS