TODAS AS DICAS
INÍCIO DICAS

8 de janeiro de 2019

Preparo psicológico no Triatlhon. Saiba mais!

CONFIRA

Corpo e mente! Tão importante quanto o preparo físico, o preparo psicológico no triathlon não pode ficar de lado! Confira!

O mundo do triathlon é um esporte em franca expansão, onde mais e mais adeptos estão se unindo. Por sua vez, o número de competições de triathlon também está aumentando, e apresenta tanto corredores populares quanto profissionais que estão mostrando um ótimo nível. O triathlon é um esporte que pode ser praticado com diferentes níveis de exigências, de acordo com as distâncias estabelecidas.

Preparar-se para o triathlon requer uma base e preparo físico. Não se pode querer entrar na água e depois andar de bicicleta e correr sem antes ter feito as três modalidades, primeiro separadamente, e depois alguns dias em treinamento conjunto, para se adaptar e se acostumar com as mudanças, para sair da água e montar na bicicleta e depois pular dela e colocar seus tênis e pedir para as pernas que deem tudo de si.

Ao enfrentar uma prova que integra três esportes muito diferentes, que trabalham grupos musculares tão díspares, é necessário primeiramente ter uma preparação física adequada. Isso, como em qualquer esporte, é básico e essencial, sem preparação praticar um esporte torna-se complicado e pode levar a lesões mais facilmente.

Em segundo lugar é essencial ter metas claras. O estabelecimento do treinamento e algumas metas são o mais importante a se levar em conta durante a preparação para a realização do triathlon. Sendo ou não sendo o seu primeiro triathlon, você deverá estabelecer alguns objetivos, mas estes devem estar de acordo com as suas possibilidades, pois caso seus objetivos sejam muito exigentes desde o início a sua preparação mental para a competição não será adequada. E isso pode influenciar em seu desempenho tanto no treinamento quanto no dia da prova. “Às vezes você ganha e às vezes você aprende.”

Caso seja seu primeiro triathlon, por exemplo, você não deve impor um tempo, e menos ainda ser muito exigente, você simplesmente tem que se propor a terminar a prova e aproveitá-la durante o percurso. Pouco a pouco, com o passar do tempo e os treinamentos, os tempos vão melhorando.

Finalmente, para poder executar uma boa prova será necessário dar uma atenção especial ao preparo psicológico no triathlon. É mais do que normal e frequente ouvir frases do tipo “Hoje não é meu dia;… não estava focado…; na piscina nado bem, mas no mar não é a mesma coisa…; ficou muito difícil…” Você tem que se preparar para isso, e esse deve ser um complemento inerente ao treinamento e preparação física. Para realizar uma boa preparação física, deve-se considerar os 4 seguintes fatores:

1) Motivação

Este é apenas o interesse demonstrado pelo esporte, daí a necessidade de estabelecer metas corretas. Você tem que pensar bem sobre o que você quer e o que você pode fazer, e ir devagar para poder ir mais longe e alcançar objetivos mais elevados.

2) Autoconfiança

Refere-se à crença de que o atleta possui recursos suficientes para lidar com as demandas de treinamento e/ou competição. Está relacionada à percepção do controle e, dependendo disso, pode predominar a motivação ou o estresse. Há uma autoconfiança ótima (posso enfrentar a concorrência, mas será um grande esforço) que beneficia o desempenho. No entanto, tanto o déficit quanto o excesso podem comprometer nosso desempenho e render abaixo das expectativas.

3) Medo

O medo do fracasso sempre está ali. Aprender a aceitar que é uma possibilidade, que falhar é humano é o principal para podermos nos concentrar no que estamos fazendo naquele momento e realizá-lo da melhor forma possível, seja o segmento da natação, ciclismo ou corrida.

4) Atenção

Estar presente no que estamos fazendo. É normal que durante a competição pensamentos do tipo “estou cansado…; estou devagar” venham à sua mente, e realmente a única coisa que esses pensamentos fazem é desacelerar ou encher sua cabeça. Para superar este momento não é necessário tentar pensar em outra coisa ou justamente o contrário, basta admitir que está cansado: “claro que estou cansado, tenho 45 minutos entre nadar e andar de bicicleta …”. Aceitar esse fato é uma maneira de superar esse obstáculo psicológico no triathlon. Algumas das técnicas utilizadas para melhorar a atenção são dadas pelo Mindfulness, que está cada vez mais implementado no mundo dos esportes.

psicológico no triathlon

O treino no mar…

Este treino permitirá a adaptação do corpo e da mente ao enfrentar um momento crítico. Quando se trata de praticar o triathlon, um grande e comum obstáculo psicológico no triathlon ocorre quando você tem que nadar em mar aberto, surgem medos que você não tinha antes. Sentir esses medos é normal. Embora a prática do ciclismo seja treinada no mesmo campo ou semelhante àquela em que a prova vai acontecer, e a corrida também é muito semelhante, a natação é uma modalidade que geralmente é treinada na piscina e onde há pouco contato com o mar.

O aspecto psicológico no triathlon como a motivação e a capacidade de superar dificuldades têm enorme importância na natação em águas abertas, sendo essencial que o nadador desenvolva estratégias específicas para a superação de momentos críticos. Há muitos pontos que podem nos levar a momentos difíceis, como a distância do percurso, já que em piscinas não se fazem provas tão longas como no triathlon, a temperatura da água que é mais fria no mar (e isso pode fazer com que algumas partes do corpo sejam afetadas – frio ou dormência – e não tenhamos o desenvolvimento adequado), assim como a falta de referências visuais (que na piscina sempre temos, no mar é mais complicado).

Para tudo isso há uma solução: treinar no mar (de acordo com as possibilidades do atleta) para poder adaptar-se e ir acostumando nosso corpo e principalmente nossa mente para enfrentar a situação. Fazer triathlon sem ter treinado no mar é como fazer uma corrida com patins sem nunca ter usado um antes.

Portanto, você deve lembrar que para um bom preparo psicológico no triathlon, você deve ter uma motivação para um objetivo adequado. Confie naquilo que está fazendo e nas suas possibilidades sem supervalorizá-las ou subestimá-las. Supere o medo do fracasso e concentre-se naquilo que está fazendo (busque um ponto visual na natação, seja uma boia ou quando vai em direção à costa um prédio, uma montanha ou algum ponto ao qual fixar-se).

“Não existe um elevador que leve você ao sucesso, você terá que ir passo a passo.”

E aí? Curtiu nosso post sobre o psicológico no triathlon? Se quiser conferir mais dicas sobre esse ou outros esportes, clique aqui!

Então, até mais! Vejo vocês nas águas, bicicletas e corridas! 😉

PRODUTOS RELACIONADOS

VER PRODUTOS PARA Triathlon

COMENTÁRIOS (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DICAS RELACIONADAS