TODAS AS DICAS
INÍCIO DICAS

12 de junho de 2018

Como evoluir de forma segura e saudável na escalada?

CONFIRA

Ninguém gosta de ficar parado no mesmo lugar. É natural buscar elevar seu nível de prática, principalmente para aqueles que amam estar cada vez mais no alto. Por isso, separamos algumas dicas de como evoluir de forma segura e saudável na escalada!

O assunto de condicionamento físico é o questionamento mais frequente que recebo: “André, como é seu treino? Você faz séries do que? Quantas repetições…?” E por aí vai…

Técnica e Condicionamento Físico

Antes de tudo, tenho que ressaltar que, pra mim, a parte técnica da escalada é tão importante quanto o próprio condicionamento físico. Quanto maior for a linha que você escala, mais importante é que você seja eficiente.

Pensando de uma maneira bem simples, você até pode escalar uma via negativa apenas com os braços. Por outro lado, se conseguir usar o corpo inteiro para progredir, você estará poupando muito os braços. Com isso, deixará parte do trabalho para as pernas que possuem músculos muito mais robustos e estão acostumados a receber mais carga que os braços.

Nesse quesito, a fórmula é bem simples. Quanto mais peso você conseguir descontar nas pernas, mais seus braços serão poupados. Isso pode ser a diferença entre você conseguir mandar aquela sequência no final de uma linha ou não.

Outra maneira de ver isso é que você pode até ficar muito bem condicionado, mas pode ser que se você dedicasse alguns momentos para tentar uma sequência de forma mais técnica, te pouparia muito mais do que apenas focar em ficar mais forte.

Sou bem conservador nos meus treinos. Prefiro uma evolução devagar, constante e mais sólida do que uma evolução rápida, não tão consistente e com um risco maior de lesão.

Escalada e Condicionamento Físico

evoluir de forma seguraÉ difícil encontrar um outro esporte que tenha muitas semelhanças com a escalada em relação ao condicionamento físico. Hoje em dia, sei que ginastas se adaptam bem visto que eles tem estímulos parecidos com a escalada ao se pendurar. Ainda assim, o estímulo principal deles não é o mesmo que o da escalada que é a “força de pega” da mão, gerada pelos músculos do antebraço.

Por isso, sempre aconselho que não se apressem para fazer treinos super intensos logo no começo. O corpo demora para se adaptar a carga: o peso próprio na ponta dos dedos. A todo mundo que me pede treino e que está começando a escalar eu digo: “apenas escale e ganhe repertório de movimentos”. Essa é uma maneira natural de estimular tanto o condicionamento físico quanto a parte técnica.

No ginásio, há combinações quase infinitas de movimentos, e por ser um ambiente controlado você pode focar apenas na escalada em si. Outro aspecto interessante sobre a parte física e técnica é que o ganho técnico é mais demorado de se adquirir. Apesar disso, é ele que se mantém mesmo se você parar de escalar, diferente do que acontece com o condicionamento físico; sem estímulo, o corpo perde condicionamento rapidamente.

De certa forma, escalada é um esporte instintivo e quanto mais você escala, mais natural começam a se tornar os movimentos. Quando se observa outras pessoas escalando, é possível encontrar alguns padrões de movimentos. Seja atento a isso, dá pra aprender muito.

Finger Board e Campus Board para iniciantes?

Já ouvi algumas pessoas recomendando para iniciantes que façam exercícios pendurados no “finger board” para aumentar a força de pega. NÃO FAÇA ISSO! (ainda…rs). O “finger board” é um instrumento que traz ótimos resultados para quem sabe treinar direito nele, já que quando se está pendurado, todo seu peso está sendo suportado apenas pelos dedos. Mas é justamente por isso que ele não é recomendado para iniciantes, a carga é muito alta.

A mesma ideia se aplica ao “campus board”, onde também se pendura apenas pelos dedos, mas a carga geralmente é dinâmica (ainda maior que a do finger board!). Como já disse, quem nunca escalou não está acostumado a receber esse estímulo. Quando nos penduramos, não é apenas o músculo que está sobre estresse, nossos tendões e articulações também estão recebendo carga e são os mais delicados porque demoram para se adaptar a carga; é um processo que leva anos. Mas isso não quer dizer que você não irá progredir, é só não dar um passo maior que as pernas.

Assim como todos os outros esportes, é imprescindível que se respeite os períodos de descanso, principalmente para quem está começando, já que o estimulo é novo. Ainda há muito mais o que se falar sobre condicionamento físico e como evoluir na escalada, mas entrarei em mais detalhes em futuros posts. Fique ligado…

Para iniciação, vale lembrar desses conselhos básicos para evoluir de forma segura:

  • Escalada é um esporte específico, não se apresse para evoluir;
  • Respeitar o descanso para evitar lesões e ter um progresso constante;
  • A parte física e técnica da escalada andam de mãos dadas. O melhor jeito de evoluir é nunca deixar nenhum dos dois de lado;
  • Aproveite a jornada, não foque apenas no fim! Descobrir jeitos alternativos de fazer uma sequência também é um dos prazeres da escalada.

Boas escaladas!

André Maeoka F. F.André_maeoka

Esportista apaixonado e Colaborador Decathlon – Supply Leader da Simond Equipamentos de trekking.

Confira todas as dicas e conselhos de Escalada.

PRODUTOS RELACIONADOS

VER PRODUTOS PARA Escalada e Alpinismo

COMENTÁRIOS (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DICAS RELACIONADAS