TODAS AS DICAS
INÍCIO DICAS

30 de novembro de 2018

Dicionário do Treinamento Funcional Parte I

CONFIRA

DICIONÁRIO DO TREINAMENTO FUNCIONAL: VOCABULÁRIO, SIGLAS E ABREVIAÇÕES I

 

Um dialeto próprio

Quando você descobre o treinamento funcional ou o crossfit e decide entrar em um box ou grupo de treino, muito provavelmente sua categoria é scaled. E para se tornar um RX, além de ter as aptidões físicas necessárias, você também precisará comprender bem os termos usados nesse esporte.

Mas não se preocupe, com o tempo esses termos se tornaram algo natural na sua rotina esportiva.

Então leia o Dicionário do Treinamento Funcional e conheça as principais palavras e siglas desse esporte.

 

Termos de contexto geral

Começamos o Dicionário do Treinamento Funcional com os termos que já podem ser mencionados logo na primeira aula do atleta:

(“número”/”número”): formato para prescrever o peso entre os gêneros. Exemplo: (135/95) então homens faz com 135lbs e mulheres com 95lbs.

Box: local especifico para praticar o crossfit. Esse termo tem origem ao fato dessas “academias” ter a identidade de edifícios industriais – 04 paredes.

CF ou CrossFit: sistema de treino com exercícios funcionais, constantemente variados, executados em alta intensidade. O Crossfit é uma marca registrada de vestuário, acessórios, equipamentos, rede de academia e metodologia de treino.

Crossfitter: Atletas de crossfit. No Brasil, esse termo é utilizado popularmente também para identificar os atletas de exercícios funcionais.

Coach: O professor.

HIIT: modalidade esportiva de alta intensidade e intervalada. Por ser de alta intensidade, sua duração deve ser menor, e com intervalos de descanso ativo. A origem do termo é abreviação de “High Intensity Interval Training” (em português: treinamento com intervalos de alta intensidade).

No Rep: Quando uma repetição exercícios dentro de um circuito não foi válida devido algum critério técnico.

PR ou Personal Record: Recorde “pessoal” de algum exercícios, cada esportista tem o seu PR. Pode ser número de repetição máxima, carga máxima, velocidade, tempo mínimo/máximo

Rep: repetições. Exemplo: “30 rep” significa 30 repetições do movimento.

RFT: A origem do termo é abreviação de “Rounds For Time” (em português: rodadas por tempo).

RM ou  Repetition Maximum: executar o exercício utilizando o peso máximo para um número X de repetições. Exemplo: Eu consigo executar 10 repetições com o peso de 35kg. Então o meu 10RM deve ser executado com 35kg.

RX ou RXD: Classificação de perfil de atleta para designar o nível do esportista. O RX é classificado com um atleta de performance. O atleta RX deve seguir os pesos e variações especificadas no WOD e/ou competição.

Scaled: Classificação de perfil de atleta para designar o nível do esportista. O scaled é classificado com um atleta iniciante, pois ainda não desenvolveu as aptidões físicas para execuções tão intensas. O atleta scaled pode modificar ou ajustar o peso ou a dificuldade do exercício dentro de um WOD.

SET: Número de repetições para percorrer um circuito. Por exemplo: Aparece como “3 x 10”, que significa 3 rodadas de 10 repetições (fazer 10 repetições > descansar > 10 repetições > descansar > outras 10 repetições).

Time Cap ou Cut-Off: Tempo máximo para executar o circuito. Exemplo: 10 min cap, então o circuito termina quando você finalizar as repetições ou quando completar o tempo máximo de 10 minutos de execução.

 

Termos de contexto para rotinas de treinamento

A segunda parte do Dicionário do Treinamento Funcional vai te explicar os termos que nomeiam as rotinas de treinamento:

AMRAP: É um tipo de circuito no qual o tempo de execução fixo. Exemplo: Se for 5 minutos o atleta deve dar o máximo de voltas possíveis dentro desse circuito, durante os 5 minutos. A origem do termo é abreviação de “As Many Rounds as Possible” (em português: tantas rodadas quanto possível).

EMOM ou EMOTM: É um tipo de circuito no qual o tempo de cada set é de 1 minuto. O esportista deve realizar um número pré estabelecida de repetições dentro dos 60 segundos, caso ele termine antes o tempo restante é usado para o descanso. Exemplo: Se o EMOM estabelece 7 repetições de um movimento e você executa em 40 segundos, os outros 20 segundos restantes você pode usar para descansar. A origem do termo é abreviação de “Every Minute On the Minute” (em português: minuto a minuto). É possível também ser E2MOM or E3MOM (2 em 2 minutos ou 3 em 3 minutos).

FT: É um tipo de WOD no qual o tempo é livre, o importante é executar o número de execução estabelecidas. Mas não se engane, quando menor o tempo, melhor o seu PR (personal record). A origem do termo é abreviação de “For Time” (em português: minuto a minuto).

Hero WOD’s: são WOD criados e nomeados com nomes de soldados, bombeiros e policiais mortos durante uma missão. Esses circuitos fazem parte apenas das academias oficiais de crossfit. Existem também os “Girls WODs“.

Metcon: tipo de treino anaeróbico de alta intensidade, que pode ser incluído tanto no treinamento do crossfit quanto no HIIT. Indicado somente para pessoas que já tenham um nível de condicionamento avançado ou performance.

Tabata: É um tipo de treino intervalado de alta intensidade no qual o tempo oficial de execução é de 4 minutos fixos. São 8 repetições de 20 segundos de execução + 10 segundos de descanso. Esse termo também é popularmente utilizado para caracterizar um tipo de cronometração (timmer), onde é estabelecido 3 informações: tempo de execução, tempo de descanso e número de repetições.

Girls WODs: são WOD criados e nomeados com nomes de mulheres. Esses circuitos fazem parte apenas das academias oficiais de crossfit e são executados por homens e mulheres. Existem também os “Hero WODs“.

WOD: Refere-se ao circuito de exercícios que todos realizam no box (academia) todos os dias, ou em uma competição. Nas academias oficiais de crossfit essa rotina é escrita todas as manhãs e fica em um lugar bem vísivel para todos realizarem os mesmos exercícios ao longo do dia. A origem do termo é abreviação de “Work Out of the Day” (em português: treinamento do dia).

WU ou Warm Up: Exercícios de aquecimento antes do treinamento. O aquecimento oficial do crossfit é mais específico pois oferece alongamento, desenvolve movimentos críticos, trabalha o corpo todo e prepara o atleta para movimentos rigorosos. O aquecimento oficial é uma sugestão, o coach pode adaptá-lo para cada necessidade.

 

Termos para equipamentos e acessórios

A terceira parte do nosso Dicionário do Treinamento Funcional engloba os termos para nomear equipamentos e acessórios:

GHD: Equipamento presente em algumas academias e boxes de crossfit, desenvolvido para exercicios no plano horizontal. Desenvolvido para ajudar o atleta a fortalecer o core e glúteos. Sigla: Glute Ham Developer.

Grip: Acessório para a proteção das mãos.

Rack: estrutura metálica da qual o atleta trava ou apoia a barra olímpica.

 

Abmat: Apoio de proteção para lombar em exercícios abdominais.

 

 

Dicionário do TreinamentoCorda Náutica: A corda naval também conhecida como treino rope, muito usada para treinos HIIT e no Crossfit. Ela tem esse nome porque ela realmente é uma corda naval usada em portos e embarcações, os tamanhos variam de 9, 12 e 15 metros, o diâmetro pode variar de 1,5 a 2 polegadas, alcançando até 25kg.

 

Dicionário do Treinamento

 

Dumbells (DB): Halteres. O peso normal da academia, em geral o emborrachado para amortecer melhor as quedas.

 

Dicionário do Treinamento

Kettlebell: Bola de ferro fundido que lembra uma bala de canhão com uma alça.

 

 

Dicionário do Treinamento

SuperBands ou Bands: Elástico circular super resistentes utilizado para exercícios de fortalecimento, alongamentos e educativos.

 

 

Dicionário do Treinamento

Fita de Treinamento Suspenso (TRX): Popularmente conhecida, também, como TRX (marca registrada). A fita de treinamento suspenso proporciona multiplas possibilidades de exercícios. é possível fazer um treino completo e seguro.

 

Dicionário do Treinamento

Medicine Ball (MB): bola pesada e revestida de couro para exercícios funcionais e também, muito usada na medicina esportiva.

 

 

Dicionário do Treinamento

Wallball (WB): Bola para treinamento funcional projetada para arremessos sentido vertical, paralela a parede, daí a origem do nome wall ball.

 

 

Dicionário do Treinamento

Wrist Wrap: Munhequeira. Acessório de proteção ao punho.

 

 

 

Assim finalizamos a primeira parte do Dicionário do Treinamento Funcional. Mas há muito o que ler e aprender sobre essa modalidade.

Quer saber mais? Quer ler mais sobre os tópicos abaixo?

  • Nomes e termos de exercícios cardiovasculares;
  • Nomes e termos de exercícios de levantamento de peso;
  • Nomes e termos de exercícios de ginástica;
  • Nome dos principais eventos mundiais.

Então acesse a segunda parte do nosso Dicionário do Treinamento Funcional clicando na imagem abaixo:

Dicionário do Treinamento

 

E para ler mais dicas sobre Treinamento Funcional ou outros esportes, clique aqui! 🙂

Até a próxima e bons treinos!!

COMENTÁRIOS (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DICAS RELACIONADAS

EVENTOS RELACIONADOS