TODAS AS DICAS
INÍCIO DICAS

7 de janeiro de 2019

Conhece a história do Triathlon? Saiba mais!

CONFIRA

Mate suas curiosidades sobre a história do Triathlon. Conheça sua origem e descubra como ele surgiu no Brasil!

A história do Triathlon surgiu através de um princípio grego nas Olimpíadas da Era Antiga, em 708 A.C.. Tal princípio foi baseado na filosofia do argonauta grego Jasão. Que constituiu a junção de cinco modalidades em uma única prova. Foi criado então o pentathlon, modalidade esportiva que combinava arremesso de disco, arremesso de martelo, corrida, salto em distância e luta.

Toda essa junção tinha o propósito de beneficiar Peleu, um atleta grego que nunca conseguia ganhar prova alguma. Diante da ajuda de outros especialistas na criação da nova modalidade, Peleu certamente teria mais chances de conquistar a coroa de louros, uma espécie de medalha de ouro.

Porém cinco não são três. Mas o número não importa nesse momento e, sim, o nascimento do princípio. Em Lemmos, cidade da Grécia, surgiu o conceito de que mesmo não sendo o melhor em único combate, o valor do atleta poderia ser reconhecido ao final da soma das performances em várias provas. Isso era a ilustração esportiva do provérbio: “Ganhar a batalha não é ganhar a guerra”.

Em 1884, na Inglaterra, criou-se o decathlon. Uma prova que tinha três corridas, três saltos, três lançamentos e a marcha atlética. Doze anos mais tarde, surgem novamente os Jogos Olímpicos, desta vez em Atenas. E na terceira edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, o mundo conheceu o campeão de decathlon, que vinha substituir o pentathlon.

história do Triathlon

Longe do olimpismo, e ainda mais longe de Lemmos ou do Havaí (onde surge o Iron Man) e em plena Belle Époque, em 1902, no inicio do século XX, na França, o jornal Lê Nouvelle Illustrées registrou o surgimento de mais uma prova. Com corrida, ciclismo e canoagem, foi apelidada de Os Três Esportes.

A tradição de novo esporte continuou até entre as guerras, porém, sofrendo modificações. A natação foi aos poucos incorporada no lugar da canoagem, mas sempre com distâncias bem menores que as atuais. A prova iniciava-se por 3 ou 4 quilômetros de corrida, depois 12 quilômetros de ciclismo e, por último, uma travessia a nado em um pequeno rio.

Os Três Esportes mudaram de nome nos anos 40, exatamente em 1945, ainda na França, para La Course dês Lebroullards. O primeiro campeão foi André Ollivon, de Poissy, que venceu por quatros vezes consecutivas, em 19451946, 1947 e 1948. Depois a competição passou a ser chamada “Course dês Touche a tout” com características mais campestres, disputadas com intervalos entre as provas. Porém com distâncias maiores, levando o esporte para o lado da resistência.

história do Triathlon

De acordo com a Confederação Brasileira de Triathlon (CBTri), história do Triathlon teve início em San Diego – EUA no ano de 1974, num clube de atletismo que, ao dar férias para seus atletas, passava uma planilha de treinamentos que constava principalmente de exercícios de natação e ciclismo para que os atletas descansassem um pouco dos treinos e competições de atletismo. Ao voltarem das férias, os treinadores faziam um teste com seus atletas, para saberem se eles tinham cumprido a planilha de treinamento.

Estes atletas teriam que nadar 500 metros na piscina do clube, pedalar 12 quilômetros em um condomínio fechado existente ao lado do clube e finalmente corriam 5 quilômetros na pista de atletismo. Os atletas gostaram tanto da brincadeira que pediram para os treinadores repetirem a dose nas férias seguintes. Porém, convidando os salvas vidas de San Diego – EUA para um desafio.

A brincadeira contou com 55 participantes e os atletas levaram nítida vantagem. Para as férias seguintes, 1976, os salva vidas propuseram algumas modificações: natação no mar e com aproximadamente 700 metros, ciclismo na avenida da praia e arredores com 15 quilômetros de distância e uma corrida de cross country de 4,5 quilômetros.

história do Triathlon

Nesta brincadeira participaram 95 pessoas. Estas pessoas gostaram tanto da disputa, que no mesmo ano repetiram por mais 3 vezes a brincadeira. Assim se forma a história do Triathlon, que passou por várias modificações até a forma olímpica atual, idealizada em 1982 visando ser esporte de demonstração nas Olimpíadas de Los Angeles (1984). Mas, por motivos políticos teve que aguardar mais 16 longos anos para fazer sua estréia olímpica.

Hoje, o triathlon é praticado por mais de um milhão de pessoas. As bases do Triathlon são os milhares de atletas amadores que praticam este esporte no intuito de superarem seus limites físicos, manterem a forma ou até mesmo como lazer.

História do Triathlon no Brasil

A partir da década de 80 observou-se no mundo inteiro grande interesse pelo triathlon. Porém, as distâncias utilizadas no percurso do Iron Man causavam limitações. Para que se obtivesse a massificação e a possibilidade de novos atletas na modalidade, grandes patrocinadores tiveram a necessidade de alterar e diminuir os percursos.

Foi então, sugeridas as distâncias do Short Triathlon (também conhecidas como Sprint Triathlon) em 1986, com 750 metros de natação, 20 quilômetros de ciclismo e 5 quilômetros de corrida. Essa distância ganhou características muito particulares, pois é uma prova muito rápida. Isso contribuiu em muito para o engrandecimento do triathlon. Pois mesmo sendo uma prova de alta intensidade, não é tão desgastante para os triatletas (CARVALHO, 1995).

O Short Triathlon contribui também no sentido de que o público tem maior contato com os atletas, pois, geralmente são em circuitos. Além disso, a transição, da natação para o ciclismo e do ciclismo para a corrida ocorre no mesmo local. Isso proporciona um maior contato visual da prova e dos atletas para o público durante as três modalidades tornando a prova mais emocionante.

Um ponto muito positivo na distância de Short Triathlon reside no fato de que, por ser curta. Por isso, atrai um maior número de participantes, sendo facilmente organizada e estruturada em qualquer local; atraindo assim a atenção de patrocinadores, pois o retorno é muito bom para aqueles que investem no esporte. Após essas mudanças, foi constatado que grandes nadadores, ciclistas e corredores começaram a participar de provas de triathlon.

Nesta fase da história do triathlon, podemos observar que a grande maioria dos triatletas vieram de outras modalidades esportivas. Eram eles Paulo Miyashiro era nadador, Leandro Macedo e Alexandre Ribeiro corredores, Armando Barcellos era nadador e judoca.

Além das distâncias já citadas, existem outras que são realizadas, provas muito mais rápidas como Super Sprint com 375 metros de natação, 10 quilômetros de ciclismo e 2.500 metros de corrida. Também as de Longa Distância que compreende provas cujo formato se enquadra na seguinte característica, natação de 2-4 quilômetros, o ciclismo de 50-180 quilômetros e a corrida entre 14-42 quilômetros, Cross Triathlon que são adaptadas para serem realizadas em qualquer lugar, pois a natação pode ser realizada em rios ou lagoas, no ciclismo temos a substituição da bicicleta Road por bicicleta MTB, assim pode-se pedalar em qualquer terreno e a corrida que pode ser realizada em estradas de chão ou trilhas.

A massificação e denominações do triathlon se deram após alguns anos da primeira prova de triathlon no Brasil. Esta tem a marca de 13 de maio de 1983, com o percurso de 1 quilômetro de natação, 43 quilômetros de ciclismo e 11 quilômetros de corrida.  A prova de denominação 1º Triathlon Rio de Janeiro/Gente de Ferro, teve organização do jornalista esportivo José Inácio Werneck. Prova esta realizada com a Viva Promoções e Eventos e patrocínio do Jornal do Brasil.

O vencedor foi Roger de Moraes. Contudo, a primeira aparição do esporte no Brasil não se deu com essa competição. Em 1982, o Jornal do Brasil, com colaboração das marcas de produtos Lê Coq Sportif e Arena, organizaram uma prova de triathlon que mais parecia uma “gincana”. As distâncias eram poucas e as ordens das modalidades na etapa já eram no padrão atual. Nadavam-se 950 metros, pedalavam-se 15 quilômetros e depois corriam 7,5 quilômetros.

Não havia taxa e nem inscrição para participar do evento. Bastava que o interessado chegasse e largasse junto com os demais. Outra coisa inexistente para a época era o aspecto competitivo. Para obter o
certificado de participação bastava que o atleta completasse duas das três modalidades. A maioria fez a natação e a corrida, por exigirem menos equipamentos e conhecimentos técnicos.história do Triathlon

Nessa prova, a imprensa deu destaque aos nomes consagrados de meio esportivo de outras modalidades. Eram eles nadadores, corredores, remadores e juízes de futebol. Tudo porque não existiam triatletas. Aliás, até que existiam três que vinham treinando para isso: Carlos Dolabella, Marco Ripper e Ronaldo Borges.

Mas, mesmo assim, comprovam que foi dito anteriormente, eram consagrados de outras modalidades. Dolabella era nadador, surfista e corredor. Marco Ripper, jogador de pólo aquático e salva-vidas de praia e Ronaldo, remador. Os três estavam treinando desde agosto de 1981 para participar do Iron Man em outubro de 1982. Nessa “gincana” de triathlon na qual participaram, Dolabella ficou em primeiro, Ripper em segundo e Ronaldo Borges em quarto.

No inicio de 1984, o esporte começou a se expandir para outras localidades do país. Florianópolis, onde acontece atualmente o Iron Man Brasil (seletiva para o Havaí) e Santos, que hoje é responsável pelo circuito Troféu Brasil e pelo Triathlon Internacional. Esta última teve no dia 30 de junho daquele ano teve sua primeira competição da modalidade, patrocinada pelo Banco Econômico. As distâncias foram de 1 quilômetro de natação, 45 quilômetros de ciclismo e 10,5 quilômetros de corrida e teve como vencedor o atleta Roger de Moraes.

Aqui no Brasil, já se começava a falar no futuro olímpico do esporte. Porém, muitas etapas deveriam ser cumpridas: campeonato mundial, uma federação internacional, uma confederação nacional com federações estaduais e a massificação da modalidade que ora aconteceria por meio de provas. A expansão para outras regiões não bastou, porque a popularização do esporte só aconteceria em 1986, com a criação do Short Triathlon, quando Gustavo Garzon foi campeão.

Enquanto isso não acontecia, o Rio de Janeiro criava uma série de 11 provas com status de Campeonato Brasileiro. Todas elas tinham as distâncias de 1 quilômetro de natação, 40 quilômetros de ciclismo e 10 quilômetros de corrida. As competições tiveram início em 30 de março e a última etapa foi no dia 17 de agosto. A premiação se daria pelo sistema de ranking de pontos. Os vencedores no masculino e no feminino ganhariam uma passagem para o Havaí.

história do Triathlon

Os vencedores do circuito foram Carlos Dolabella e Dawn Webb, esposa do jornalista Inácio Werneck. Ao longo da disputa a Revista Viva e o Jornal do Brasil publicavam os resultados do ranking (DOMINGUES, 1995). O que levou definitivamente a modalidade para os meios de comunicação de todo o país, foi a criação do circuito C&A Short Triathlon, com uma série de três etapas que aconteceram no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Santos.

Em 1988, o esporte era uma novidade em outra região do país: a Bahia. Contudo, já nascia no estado brasileiro como Campeonato Estadual, com 2 etapas. O responsável por isso foi o professor da Universidade Católica de Salvador, José Calazans Filho. Em 1989, Salvador foi sede da primeira seletiva capaz de qualificar triatletas que formariam a equipe brasileira que participaria do Campeonato Mundial. Foram seis homens: Armando Barcellos, Leandro Macedo, Marcus Ornelas, Roberto Deleage, Carlos Dolabella e Gustavo Garzon. E três mulheres: Liare Beretta, Fernanda Keller e Rebeca Werneck.

E aí? Curtiu nosso post sobre o início da história do triathlon? Se quiser conferir mais dicas sobre triathlon ou otros esportes, clique aqui!

Então, até mais! Vejo vocês pelas piscinas, pistas e ruas! 😉

PRODUTOS RELACIONADOS

VER PRODUTOS PARA Triathlon

COMENTÁRIOS (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DICAS RELACIONADAS